24 de janeiro de 2013

Em breve...

      Saudações cinéfilas, turma que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
     A postagem de hoje registra a abertura da 4ª edição do Festival Literatura em Vídeo da editora Abril. Para maiores informações acesse: www.literaturaemvideo.com.br ou a página no facebook: https://www.facebook.com/LiteraturaEmVideo
      Veja também os selecionados e vencedores do ano passado, reúna os amigos e de forma prazerosa e divertida demonstre sua paixão pelos livros. Boa sessão a tod@s!
    

23 de janeiro de 2013

"Tira esses pés do chão, vai..."

       Salve, salve, turma que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
    Durante o período de férias nada melhor que fazer rodas de conversas com amigos, viagens inesquecíveis, encontros saudosistas e porque não também acrescentar a esta lista um bom bate-papo na internet, por isso nossa postagem de hoje vem direto da página do facebook de nosso colaborador Gustavo Lacombe, que gentilmente nos permite divulgar aqui neste espaço de interação, leitura e aprendizagem suas produções.
      O texto não tem título, mas vem cheio de paixão e carinho. Para quem se interessar e gostar pelo texto basta acessar a página do autor no facebook.
https://www.facebook.com/GustavoLacombe

"Tira esses pés do chão, vai. Eu quero sonhar, voar, descobrir e ser mais do que sou hoje. E quero que você vá comigo. Não adianta me segurar, esse é o meu caminho natural. Eu vou continuar querendo crescer, ver o tamanho do mundo e desejaria que viesse comigo. Não preciso de uma âncora e até aceito você ser o ponto de equilíbrio entre os meus devaneios e as verdades que, às vezes, preciso ouvir. Mas seja mais um para soprar esse balão e nos levar longe, até onde nossos sonhos se realizem. Ou mais além."
                                                                          (G. Lacombe)

    Não esqueça de deixar seu comentário a respeito do texto e fazer considerações sobre a página do escritor. E fica a dica dos 3Cs: Compartilhar, Curtir e acima de tudo Comentar, pois as redes sociais podem e devem ser utilizadas com inteligência. Boa leitura tod@s!

18 de janeiro de 2013

Gentileza gera gentileza

      Saudações de gentileza, a tod@s que acompanham o blog Diário Virtual de Leitura!
www.google.com/images

       Você já deve ter se deparado com a logo acima. É uma imagem comum em sites, blusas, muros e outdoors dos grandes centros urbanos brasileiros. Talvez você não saiba ou tenha se deparado com o autor desta imagem. 
        Muito bem, a postagem de hoje destaca a reflexão da palavra gentileza a partir da música de mesmo nome de Marisa Monte e a figura do profeta Gentileza, criador desta imagem e de outras que podem ser encontradas no Rio de Janeiro.
         José Datrino, mais conhecido como profeta Gentileza (1917 - 1996) foi uma personalidade urbana carioca, espécie de pregador, que se tornou conhecido a partir de 1980 por fazer inscrições peculiares sob um viaduto no Rio de Janeiro, onde andava com uma túnica branca e longa barba, a sua frase mais conhecida é justamente a destacada no topo de nossa postagem: "Gentileza gera gentileza".
         A cantora brasileira Marisa Monte compôs a música a seguir que traduz muito bem a essência desta figura carismática e acima de tudo generosa e gentil. Acompanhe a letra da música e para compreendê-la melhor acesse aqui:
 Gentileza de Marisa Monte

Apagaram tudo
http://gentilezanotrabalho.blogspot.com.br
Pintaram tudo de cinza
A palavra no muro
Ficou coberta de tinta   
Apagaram tudo
Pintaram tudo de cinza
Só ficou no muro
Tristeza e tinta fresca
Nós que passamos apressados
Pelas ruas da cidade
Merecemos ler as letras
E as palavras de Gentileza
Por isso eu pergunto
À você no mundo
Se é mais inteligente
O livro ou a sabedoria
O mundo é uma escola
A vida é o circo
Amor palavra que liberta
Já dizia o Profeta
fonte: http://letras.mus.br/marisa-monte/47282/
       
E você qual resposta daria ao questionamento levantado por Marisa: "Por isso eu pergunto/À você no mundo/Se é mais inteligente/O livro ou a sabedoria"?. Registre sua resposta em forma de comentário.

15 de janeiro de 2013

Centenário do Poetinha

         Saudações literárias, turma que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
       A postagem de hoje registra o início do centenário do poeta brasileiro Vinicius de Moraes.(para saber mais acesse no link o site oficial do autor).
        No decorrer do ano de 2013, serão muitas as postagens e registros comemorativos para homenagear nosso querido Poetinha.
        Faça parte destas homenagens publicando em seu comentário trechos de outros poemas ou musicas do escritor.  Iniciamos com o seguinte trecho e aguardamos a contribuição de tod@s os nossos seguidores.
http://www.viniciusdemoraes.com.br
 

14 de janeiro de 2013

A Ciência é mesmo fascinante!

      Olá, turma que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
     É muito bom iniciar as postagens da semana qom a seguinte notícia. Em dezembro, jovens brasileiros ganharam medalha de ouro em uma olimpíada internacional de ciências e entre eles estão dois estudantes de Fortaleza e um paulistano de apenas 14 anos. Matheus é o medalhista mais jovem da história da competição.
http://g1.globo.com
     Com 180 participantes de 28 países, o Brasil ganhou a medalha de ouro por equipe em uma prova que exige conhecimentos de química, física e biologia.
     Uma façanha de Felipe e Rubens, dois jovens de 16 anos, alunos do segundo ano do ensino médio, em Fortaleza, e da maior surpresa do torneio: Matheus, um paulistano de 14 anos, o mais jovem medalhista da história da olimpíada de ciências.
     Em entrevista para o Programa Fantástico da Rede Globo, pais, profesores eo próprio medalhista revelam as dicas e futuras conquistas almejadas. Você pode conferir a reportagem completa no endereço: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2013/01/brasileiro-e-medalhista-mais-jovem-de-olimpiada-internacional-de-ciencias.html
     E para você, o jovem medalhista brasileiro Matheus afirma que a ciência muda a vida das pessoas. Você concorda? leia a reportagem na íntegra e cdeixe seu comentário no blog.


11 de janeiro de 2013

A laranja e o juridiquês

       Animadas saudações, turma que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
       Como o fim de semana se aproxima, nada melhor que um texto bem-humorado e criativo para animar nosso descanso semanal merecido.
       O título do texto é A laranja e o juridiquês e diz o seguinte:

       Um professor perguntou a um dos seus alunos do curso de Direito:
       - Se você quiser dar uma laranja a uma pessoa chamada Epaminondas, o que deverá dizer?
      O estudante respondeu:
      - Aqui está, Epaminondas, uma laranja para você.
     O professor gritou, furioso:
     - Não! Não! Pense como um Profissional do Direito!
     O estudante respondeu:
    - Ok, então eu diria: Eu, por meio desta dou e concedo a você, Epaminondas de tal, CPF e RG nºs., e somente a você, a propriedade plena e exclusiva, inclusive benefícios futuros, direitos, reivindicações e outras vindicações, títulos, obrigações e vantagens no que concerne à fruta denominada laranja em questão, juntamente com sua casca, sumo, polpa e sementes transferindo-lhe todos os direitos e vantagens necessários para espremer, morder, cortar, congelar, triturar, descascar com a utilização de quaisquer objetos e de outra forma comer, tomar ou de qualquer forma ingerir a referida laranja, ou cedê-la com ou sem casca, sumo, polpa ou sementes, e qualquer decisão contrária, passada ou futura, em qualquer petição, ou petições, ou em instrumentos de qualquer natureza ou tipo, fica assim sem nenhum efeito no mundo cítrico e jurídico, valendo este ato entre as partes, seus herdeiros e sucessores, em caráter irrevogável e irretratável, declarando que o aceita em todos os seus termos e conhece perfeitamente o sabor da laranja, não se aplicando ao caso o disposto no Código do Consumidor.
     E o professor então comenta:
   - Melhorou bastante, mas não seja tão sucinto.

(Cesnik, Quintino e Salinas Advogados. Cultura é de lei. Brasil. Almanaque de cultura popular. TAM. Outubro, 2007)

    E você como apresentaria a laranja a seus colegas e amigos de turma? Pense no curso que você faz na escola EEEP Elsa Maria P.C. Lima e faça o mesmo que o estudante de Direito.

10 de janeiro de 2013

Os seus olhos coloridos...

     Salve, salve, galera que interage no blog Diário Virtual de Leitura!
    A postagem de hoje é uma mais uma contribuição de nossa pequena notável Leise Rodrigues, que nos presenteia com o texto Bola na rede, olhos meus! O texto reflete um pouco o amor dos brasileiro pelo futebol, no entanto, deixa-nos intrigado para saber que é a dona deste olhar?

    Vamos ao texto para entendê-lo melhor:
http://sorisomail.com/imagens-engracadas
 Bola na rede, olhos meus!


         Inesquecível. Aquele dia foi inesquecível!
O campo ferido, a bola chorando, os pés doentes. O goleiro parado fazendo gestos de cavalheirismo para as damas.
O dia estava nublado, sem sol e as nuvens apareciam muito cinzas, tímidas.
De repente um desarme: bola no meu pé. Driblei um, driblei dois, depois, bola na rede.
Olhei para as mesas, e uma dama roubou minha atenção. Olhos azuis, o céu não apareceu para os outros, mas para mim fez uma apresentação particular.
Olhos meus, aqueles olhos são meus!

E, você? Já pensou quem seria a dona destes olhos azuis? Registre em seu comentário suas impressões.
 




9 de janeiro de 2013

O Código do Amor Cortês

     Salve, salve, amigos que acompanham o blog Diário Virtual de Leitura!
    A postagem de hoje resgata uma lenda do período medieval que fala sobre o Amor, mais especificamente o código medieval do amor cortês. Você sabe como foi descoberto o código medieval do amor cortês?
   
    Bem, reza a lenda que um cavaleiro bretão entrava na floresta para procurar o rei Arthur, quando encontrou uma fada que lhe disse: eu sei o que vós procurais; só o encontrareis com minha ajuda. Vós haveis solicitado amor de uma dama bretã e ela exige de vós trazer-lhe o célebre falcão que repousa sobre uma larga vara na corte de Arthur. 
     Para obter este falcão, é necessário provar pelo sucesso num combate que vossa dama é mais bela que qualquer outra das damas amadas pelos cavaleiros que estão nessa corte”.  
    Após algumas aventuras, o cavaleiro encontra o falcão numa vara de ouro. Uma pequena corrente pendia de sua pata, trazendo na ponta o manuscrito do código do amor, com trinta e um artigos.

1. A alegação de casamento não é uma desculpa letima contra o amor.  
2. Quem não sabe esconder, não sabe amar.  
3. Ninguém pode se dar a dois amores.  
4. O amor pode sempre crescer ou diminuir. 
5. Não tem sabor o que o amante obtém, por força, do outro amante.  
6. Geralmente o macho ama apenas na puberdade.  
7. Prescreve-se a um dos amantes, pela morte do outro, uma viuvez de dois anos.

8. Ninguém pode ser privado, sem razão mais que suficiente, de seu direito de amar.

9.  Ninguém  pode  amar  se  não  estiver  empenhado  pela  persuasão  de  amar  e  pela esperança de ser amado.

10. Geralmente o amor é expulso de casa pela avareza.  
11. Não convém amar aquela que se teria vergonha de desejar em casamento.  
12. O amor verdadeiro só tem desejo de carícia vinda daquela que ele ama.  
13. O amor divulgado raramente dura.  
14. O sucesso muito fácil retira cedo o encanto do amor.  
15. Toda pessoa que ama empalidece à vista do que ela ama.  
16. À visão imprevista de quem se ama, treme-se.  
17. Amor novo afugenta o antigo.  
18. Apenas o mérito torna digno o amor. 
19. O amor que se apaga cai rapidamente e raramente se reanima.  
20. O amoroso é sempre temeroso.
21. Pelo ciúme verdadeiro a afeão de amor cresce sempre.
22. Da suspeita e do ciúme que dele deriva cresce a afeão de amor. 
23. Menos dorme e come aquele que está cercado por pensamentos de amor. 
24. Toda ação do amante leva-o a pensar em quem ama. 
25. O amor verdadeiro só julga bom o que sabe que agrada ao que ele ama. 
26. O amor não pode recusar nada ao amor. 
27. O amante não pode saciar-se do gozo do que ele ama. 
28. Uma frágil presunção faz com que o amante suspeite coisas sinistras de quem ele ama. 
29. O hábito muito excessivo dos prazeres impede o nascimento do amor. 
30. Uma pessoa que ama está ocupada assiduamente e sem interrupção pela imagem do que ela ama. 
31. Nada impede que uma mulher seja amada por dois homens e um homem por duas mulheres. 

(In: PÉRET, Benjamin. Amor sublime. Trad. de Sérgio Lima; Pierre Clemens. São Paulo: Brasiliense, 1985).




Após saber um pouco mais sobre a lenda e conhecer o Código Medieval do Amor Cortês, você acha que o código ainda é aplicável hoje? Qual artigo chamou mais sua atenção? Por quê? Registre suas respostas em forma de comentário aqui no blog.



 

A menina de Goiás

       Saudações literárias, turm@ que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!       Após um período de ócio produtivo, o bl...