28 de setembro de 2011

QUERIDO JOHN...

           Salve, salve, galera esperta que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!
           Estamos mais uma vez indicando trechos de livros que a turma de alunas do curso de Enfermagem I, leitoras assíduas por sinal, nos indicou. Aproveitando que durante esta semana acontecem as provas globais, que tal diversificar o tempo entre um estudo e outro com uma leitura prazerosa  e envolvente?
          Então, segue o trecho do prólogo do livro Querido John de Nicholas Sparks, mesmlo autor de Diário de uma Paixão:
 "Lenoir, 2006


O que significa amar verdadeiramente uma pessoa?                                

Houve um tempo em que eu achava saber a resposta: significa que eu iria pensar em Savannah mais do que em mim mesmo, e passaríamos o resto de nossas vidas juntos. Não seria difícil. Ela me disse certa vez que a chave para a felicidade é ter sonhos realizáveis, e os dela não eram nada fora do comum. Casamento, família... o básico. Isso significa que eu teria um emprego estável, uma casa com cerca branca e uma minivan ou SUV grande o suficiente para levar nossos filhos à escola, ao dentista, ao treino de futebol ou aos recitais de piano. Dois ou três filhos – ela nunca foi clara a respeito, mas meu palpite é que quando chegasse a hora, ela deixaria a natureza seguir seu curso e Deus tomar a decisão. Ela era assim – religiosa, quero dizer – e suponho que esse tenha sido um dos motivos pelos quais me apaixonei por ela. Independentemente do que acontecesse em nossas vidas, eu me imaginava ao fim do dia deitado na cama ao lado dela, nós dois abraçados enquanto conversávamos e ríamos, perdidos nos braços um do outro.
Não parece tão absurdo, certo? Quando duas pessoas se amam? Foi também o que pensei. E, enquanto uma parte de mim ainda quer acreditar que isso seja possível, sei que não vai acontecer. Quando eu for embora de novo, nunca mais vou voltar."
       Sinta um pouco mais a magia desta narrativa de sucesso com um trecho em vídeo do filme baseado na obra.


 Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=kejzpdrUbHE

      O que me dissem? Gostaram? Não deixem de comentar!

26 de setembro de 2011

DESAFIO GRAMATICAL

PESSOAL, VAMOS PARTICIPAR DA PEGADINHA PROPOSTA PELO SITE ABAIXO? 

 


Sou daquelas pessoas bem gramatiqueiras, adoro a língua portuguesa, mas vejo tantas pessoas estudadas maltratando a coitada que resolvi enviar um desafio para os internautas. Este foi um desafio proposto por um professor no meu tempo de universidade. Pontue a seguinte frase: "Um navio inglês entrava na Baía de Guanabara um navio brasileiro". E aí, pessoal?
Edna - Viçosa - MG


Não vamos responder pra não estragar a brincadeira. 



 DEIXEM SEUS COMENTÁRIO, EM UMA SEMANA COLOCAMOS A ANÁLISE  DA BRINCADEIRA, ATÉ LÁ!

24 de setembro de 2011

Ah, me explica, por favor, quem inventou o amor?

         Oi, pessoal que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura
      A postagem de hoje é inspirada pelo Rock in Rio, que teve sua noite de abertura ontem com nomes internacionais e nacionais da música popular, já que não podemos mais afirmar que o Festival delimite-se apenas ao gênero musical rock. 
       Por isso, o Diário Virtual de Leitura posta hoje um vídeo e/ou clipe muito meigo de uma banda brasileira que terá seu momento in concert no referido Festival, nós falamos da banda Legião Urbana.
        A música desta produção tenta descobrir quem inventou o amor, sentimento tão inspirador de poetas, tão encantador de compositores e tão incondicionalmente preferido dos amantes. 
      Aguardamos as descobertas de vocês para o seguinte questionamento: Afinal, que inventou o AMOR?
fonte: http://www.youtube.com/watch?v=hCFRn3BnJaE&feature=fvwrel

23 de setembro de 2011

Bom fim de semana a tod@s.
 Sabemos que a internet é recheada de mensagens, textos, fotos e vídeos bacanas. Temos abaixo duas propostas de vídeos para vocês curtirem no fim de semana. O primeiro é  “Aprender  a aprender” que trata do processo de aprendizagem e a necessidade da persistência e dedicação. Já  "A menina que odiava livros" conta a história de Nina, uma menina que não gostava de ler, mas que, ao se deparar com o rico universo da leitura, descobre uma nova realidade. 
Propomos que vocês assistam os vídeos “Aprender  a aprender” e e deixem suas impressões.
.

fonte:http://www.youtube.com/watch?v=Pz4vQM_EmzI&feature=related


.
Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=geQl2cZxR7Q&feature=related

22 de setembro de 2011

ÊTA, ÁRVORE DANADA!

       Esta postagem está arretada de boa, camaradas do blog Diário Virtual de Leitura
       Embalados pelo cordel, um gênero literário popular escrito frequentemente na forma rimada, originado em relatos orais e depois impresso em folhetos pendurados em cordas, cordéis ou barbantes, vamos nos aventurar por uma produção cativante. 
      A Árvore do Dinheiro é uma animação desenvolvida para ser vista através de um navegador de internet, sendo a vencedora do Anima Mundi Web de 2002,  foi dirigida por Marcos Buccini  e Diego Credidio e produzida pela Quattor. 
        A idéia dos designers da Quattor, Marcos Buccini, Diego Credidio, Luciana De Mari e Isabella Aragão, era fazer uma animação utilizando as principais características da literatura de Cordel - a simplicidade e a originalidade.
       Pensando na participação dos alunos da EEEP Elsa Maria Porto Costa Lima no 2º Festival de Literatura em Vídeo, a postagem tem segundas intenções, no bom sentido é claro, por isso apreciem esta esplêndida produção.
         Ah! Não esqueça de registrar suas impressões e reflexões suscitadas a partir da postagem.
fonte: http://www.youtube.com/watch?v=jGZJZW61cSQ

MEU QUERIDO DIÁRIO...

          Olá, galerinha do blog Diário Virtual de Leitura
         Semana passada estava na hora do almoço na escola observando algumas alunas, e percebi que após a refeição elas se reuniam em um espaço bem ventilado para ler juntas. Cada uma com seu livro e trocando informações, escolhendo os trechos mais importantes da leitura, enfim, me aproximei e trocamos figurinhas. 
         E foi a partir desta conversa que nós, aqui do blog, decidimos em parceria postar alguns trechos das obras sugeridas pelas alunas do 1º ano de Enfermagem. E esta primeira indicação tem tudo haver com o blog, começando pelo nome "diário"
           Esperamos que todos apreciem o primeiro trecho, que faz parte do livro Diário de um Banana do autor Jeff Kinney, um sucesso de vendas e de bilheteria, pois o filme de mesmo nome também já foi lançado nos melhores cinemas do planeta. O livro conta as aventuras e desventuras de Greg, um garoto que está no Ensino Fundamental e o ano escolar acabou de começar. Já no começo, Greg explica que aquilo não é um diário, mas sim um livro de ....
           Bem, chega de aguçar sua curiosidade, não vamos mais atrapalhar sua leitura, o bom mesmo é você tirar suas próprias impressões, então boas gargalhadas!
fonte: www.diariodeumbanana.com.br/

20 de setembro de 2011

LUZ, CÂMERA E AÇÃO!

              Roteiro e câmeras nas mãos que vem aí o 2º Festival de Literatura em Vídeo promovido pelas editoras Ática e Scipione. 
            As turmas dos 1ºs e 2ºs anos da escola EEEP Elsa Maria participarão deste incrível evento. 
           Para a galerinha do blog Diário Virtual de Leitura ficar com mais curiosidade e motivado a participar segue o vídeo de abertura do festival deste ano, que é exibido na MTV, o canal jovem do Brasil. 
         Vale destacar que a música e imagens deste comercial são referentes ao vídeo vencedor do ano passado com o título de Dom Casmurro da escola SESC.
            A equipe do blog aguarda ansiosa a exibição dos vídeos. 
          Ah! Fiquem atentos as orientações em sala de aula, pois serão ofertadas oficinas de roteiro, fotografia e edição para as equipes. 
         Os professores que apoiarão mais efetivamente este trabalho são: Ermeson Gomes, Jemima Silvestre, Adriana Valetim, Sâmela Rodrigues, Melisa, Marília Costa e coordenação pedagógica com Dulcimaria Portocarrero.



Estamos no Twitter!



Pessoal estamos no twitter http://twitter.com/diariodeleitura.

VAMOS REFLETIR SOBRE MUNDO REAL E VIRTUAL?


Mundo real
    Estamos vivendo um período em que procuramos suprir nossas carências no mundo virtual. Damos incondicionalmente do nosso tempo e oferecemos muito de nósNos abrimos, enviamos flores virtuaisabraços virtuaispalavras de consoloinfinitos bons dias e boas noites. Trazemos sonhos e oferecemos nossa amizade sem nos questionar. Sabemos pouco uns dos outrosmas isso não tem importânciaQuandoporta do mundo virtual se abre, entramos e não nos preocupamos em  saber se existe uma porta de saída.

Enquanto isso, ao nosso lado, na nossa vizinhança, na nossa cidade e, mesmodentro da família, as pessoas vão sendo deixadas. Nos esquecemos do bom dia diário, do sorriso luminoso que pode iluminardia de alguém, de um olhar sincero do "pode contar comigoque escrevemos tantas vezes a quem não conhecemos.

Mas quando Deus permitiu que a internet fosse criadafoi para que mais portas se abrissem e não que outras fossem fechadas.
Penso que Ele queria que nos abríssemos para o mundomas que jamais desejou que nos fechássemos em nossa casa.

Entãopor que não trocar de vez em quando algum tempo diante do pc por uma boa xícara de café com alguém que conhecemos? No lugar de um e-mail de bom dia que vai ficar guardado numa caixinha virtualum caloroso  bom dia por telefone que vai ficar guardado no coração. Uma boa  gargalhada a doistrês ou mais pode ser ainda mais saudável que uma solitária diante de uma tela.

Experimente de vez em quando voltar ao mundo realSer uma bênção virtual é enriquecedor e nos traz grandes satisfaçõesMas se, além disso, podemos ser uma bênção real e uma real bênçãonossa missão de ser anjos na terra vai estar sendo maravilhosamente cumprida. 

Esta mensagem é de autoria de Letícia Thompson Braine-l'Alleud, principal cidade da região Brabant Wallon - Bélgica -

Uma pequena história de amor

Oi, vocês sabem que nós do Diário Virtual vivemos em busca de CRESCIMENTO, seja profissional e/ou espiritual, pois acreditamos que sejam indissociáveis. Assim, encontrei um texto bacana de autor desconhecido que nos traz uma reflexão sobre sentimentos fundamentais para a vida.

 Era uma vez uma ilha onde moravam os seguintes sentimentos: 


a Alegria, a Tristeza, a Vaidade, a Sabedoria, o Amor e outros.
Um dia avisaram aos moradores dessa ilha que ela ia ser inundada. Apavorado, o Amor cuidou
que todos os sentimentos se salvassem; ele então falou: 

"Fujam todos. A ilha vai ser inundada".
Todos correram e pegaram os seus barquinhos, para irem a algum 
lugar seguro em um morro bem alto. Só o Amor não se apressou, 
pois queria ficar um pouco mais com a sua ilha.
Quando já estava se afogando, correu para pedir ajuda. 
Estava passando, nesse momento, a riqueza e ele disse: 
"Riqueza me leva com você". Ela lhe respondeu: 
"Não posso, meu barco está cheio de ouro e prata e
 você não vai caber dentro dele".
Passou, logo a seguir, a vaidade e, ele lhe pediu e 
ela lhe respondeu o seguinte: 
"Infelizmente, não posso, você vai sujar o meu barco".
Logo atrás vinha a tristeza e um outro pedido de ajuda foi feito.
"Tristeza posso ir com você? "Ela retrucou e respondeu-lhe: 

"Ah! Amor, estou tão triste que, sinceramente, prefiro ir sozinha". 
Logo mais adiante vinha chegando a Alegria que, de tanto alegria e contentamento que
estava, nem ouviu o Amor e este começou a chorar.

Finalmente, eis que surge, passando perto de si um velhinho 
navegando a sua embarcação e este lhe falou: 
"Sobe Amor eu te levo". 
O Amor radiante de felicidade nem se lembrou de perguntar 
o nome daquela boa alma.
Chegando ao alto do morro, onde estavam os sentimentos, perguntou o amor à Sabedoria
quem era o velhinho que o trouxera até aquele local. 

Ela lhe respondeu:
 

"O Tempo".


O Amor voltou a perguntar: 
"O Tempo? Mas por que só o Tempo me trouxe até aqui?" A Sabedoria, então, respondeu-lhe: 
"Porque só o Tempo é capaz de ajudar a entender um grande Amor".




19 de setembro de 2011

Eu sou o amor

http://guerreirodareal.blogspot:fonte da imagem

Eu sou o sangue que corre nas veias;
Eu sou o sol de todas as manhãs;
Eu sou o brilho das estrelas;
Eu sou a luz do luar;
Eu sou a tristeza e a alegria;
Eu sou a terra e o céu;
Eu sou o brilho dos olhos;
Eu sou o grito dos injustiçados;
Eu sou as lágrimas que correm no rosto;
Eu sou o mais belo sorriso;
Eu sou a raiz da árvore;
Eu sou a caneta e o papel;
Eu sou o perfume da flor;
Eu sou a mais saborosa fruta;
Eu sou o inimigo dos corruptos;
Eu sou o destruidor do ódio;
Eu sou e sempre serei o amor;
Me busquem tetem me encontrar no
meio do deserto,eu sou o único que
vou satisfazer a tua sede de "Amor"

Leise Rodrigues da Silva informática 1º ano



  

17 de setembro de 2011

TESTE DE APTIDÃO PROFISSIONAL

Olá pessoal, esta disponível um teste de aptidão profissional na página De <0> <0> no Vestibular. CONFIRAM! 

Mafalda, de Quino.

Olá pessoal! 
A Mafalda é presença constante nas questões de vestibular.  A imagem redimensionará vocês para um simulado do ENEM -2009.
                              

PENSAR É TRANSGREDIR

 Lya Luft é uma das minhas autoras preferidas, não me canso de ler seus escritos. Segue abaixo um de seus artigos fantásticos. Nele somos provocados a refletir sobre questões importantes. 

Bem, deixo-os agora com o exercício da boa leitura!


Não lembro em que momento percebi que viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos — para não morrermos soterrados na poeira da banalidade embora pareça que ainda estamos vivos. Mas compreendi, num lampejo: então é isso, então é assim.

Apesar dos medos, convém não ser demais fútil nem demais acomodada. Algumas vezes é preciso pegar o touro pelos chifres, mergulhar para depois ver o que acontece: porque a vida não tem de ser sorvida como uma taça que se esvazia, mas como o jarro que se renova a cada gole bebido. 


Para reinventar-se é preciso pensar: isso aprendi muito cedo. Apalpar, no nevoeiro de quem somos, algo que pareça uma essência: isso, mais ou menos, sou eu. Isso é o que eu queria ser, acredito ser, quero me tornar ou já fui. 


Muita inquietação por baixo das águas do cotidiano. Mais cômodo seria ficar com o travesseiro sobre a cabeça e adotar o lema reconfortante: "Parar pra pensar, nem pensar!" O problema é que quando menos se espera ele chega, o sorrateiro pensamento que nos faz parar. Pode ser no meio do shopping, no trânsito, na frente da tevê ou do computador. Simplesmente escovando os dentes. Ou na hora da droga, do sexo sem afeto, do desafeto, do rancor, da lamúria, da hesitação e da resignação. 

Sem ter programado, a gente pára pra pensar. Pode ser um susto: como espiar de um berçário confortável para um corredor com mil possibilidades. Cada porta, uma escolha. Muitas vão se abrir para um nada ou para algum absurdo. Outras, para um jardim de promessas. Alguma, para a noite além da cerca. Hora de tirar os disfarces, aposentar as máscaras e reavaliar: reavaliar-se. Pensar pede audácia, pois refletir é transgredir a ordem do superficial que nos pressiona tanto.


Somos demasiado frívolos: buscamos o atordoamento das mil distrações, corremos de um lado a outro achando que somos grandes cumpridores de tarefas. Quando o primeiro dever seria de vez em quando parar e analisar: quem a gente é, o que fazemos com a nossa vida, o tempo, os amores. E com as obrigações também, é claro, pois não temos sempre cinco anos de idade, quando a prioridade absoluta é dormir abraçado no urso de pelúcia e prosseguir, no sono, o sonho que afinal nessa idade ainda é a vida. Mas pensar não é apenas a ameaça de enfrentar a alma no espelho: é sair para as varandas de si mesmo e olhar em torno, e quem sabe finalmente respirar. Compreender: somos inquilinos de algo bem maior do que o nosso pequeno segredo individual. É o poderoso ciclo da existência. Nele todos os desastres e toda a beleza têm significado como fases de um processo. 


Se nos escondermos num canto escuro abafando nossos questionamentos, não escutaremos o rumor do vento nas árvores do mundo. Nem compreenderemos que o prato das inevitáveis perdas pode pesar menos do que o dos possíveis ganhos. Os ganhos ou os danos dependem da perspectiva e possibilidades de quem vai tecendo a sua história.


O mundo em si não tem sentido sem o nosso olhar que lhe atribui identidade, sem o nosso pensamento que lhe confere alguma ordem. Viver, como talvez morrer, é recriar-se: a vida não está aí apenas para ser suportada nem vivida, mas elaborada. Eventualmente reprogramada. Conscientemente executada. Muitas vezes, ousada. Parece fácil: "escrever a respeito das coisas é fácil", já me disseram. Eu sei. Mas não é preciso realizar nada de espetacular, nem desejar nada excepcional. Não é preciso nem mesmo ser brilhante, importante, admirado. Para viver de verdade, pensando e repensando a existência, para que ela valha a pena, é preciso ser amado; e amar; e amar-se. Ter esperança; qualquer esperança. 

Questionar o que nos é imposto, sem rebeldias insensatas mas sem demasiada sensatez. Saborear o bom, mas aqui e ali enfrentar o ruim. Suportar sem se submeter, aceitar sem se humilhar, entregar-se sem renunciar a si mesmo e à possível dignidade. Sonhar, porque se desistimos disso apaga-se a última claridade e nada mais valerá a pena. Escapar, na liberdade do pensamento, desse espírito de manada que trabalha obstinadamente para nos enquadrar, seja lá no que for. E que o mínimo que a gente faça seja, a cada momento, o melhor que afinal se conseguiu fazer.
POR:Lya Luft

Força Feminina!

No clima do fim de semana, recebi um e-mail divertido e resolvi partilhar com vocês.
 Obs: Ah! Meninos não fiquem com raiva, é brincadeirinha...só para descontrair.


Para as mulheres: valorizem a sua importância e capacidade.
Para os homens: não esqueçam de reconhecer e enaltecer o verdadeiro valor da mulher.
Numa ocasião, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, saiu para jantar com sua esposa, Michelle,  e foram a um restaurante não muito luxuoso, porque queriam fazer algo diferente e sair da rotina. 
Estando sentados à sua mesa no restaurante, o dono pediu aos guarda-costas para aproximar-se e cumprimentar a primeira dama,  e assim o fez. 

Quando o dono do restaurante se afastou, Obama perguntou a Michelle: Qual é o 


interesse deste homem em te cumprimentar? 


Michele respondeu:Acontece, que na minha adolescência, este homem foi apaixonado 


por mim, durante muito tempo. 

Obama disse então: Ah, quer dizer que se você tivesse se casado com ele, hoje você seria dona deste restaurante? 
Michelle respondeu: Não, meu querido, se eu tivesse me casado com ele, hoje ELE seria o Presidente dos Estados Unidos. 
Autor desconhecido

EU RI...

         Oi, turma do Diário Virtual de Leitura
         Fim de semana é um momento para recarregarmos nossas baterias e, certamente, aproveitar a folga para navegar na net. 
      E foi bisbilhotando na rede mundial de computadores interligados que encontrei este texto bem descontraído, além de criativo, mas pena que o autor é desconhecido e desta forma os aplausos ficam no anonimato.
           Espero que vocês também se divirtam através de mais esta leitura. 
          Bom fim de semana a todos!


"Eu bebo café, a Claudia Leite. Eu venho da cidade, a Vanessa da Mata. Eu sou fanho, a Lady Gaga. Eu sou musicista, a Patrícia Poeta. Eu compro copo, a Glória Pires. Eu não fiz, mas a Bete Faria. Eu coleciono celos, o Antonio Bandeiras. Eu gosto de guerra e a Juliana Paes. Eu não mato, mando Mauricio Matar. Eu conto os anos, a Cameron Diaz. Eu gosto de maçã, a Camila Pitanga. Eu solto pipa, a Claudia Raia. Eu só morro uma vez, a Alanis Morriset."

fonte: http://www.recantodasletras.com.br/frases/3224179

16 de setembro de 2011

Escola Profissional de Aracati é destaques na Rede Social Minha !


O Núcleo de Tecnologia da Educação (NTE) da 10ª CREDE tem orientado a participação das escolas da região na Rede Social Minha Terra. Esta é financiada pela Fundação Telefônica e conta com a coordenação técnica e pedagógica do Cenpec - Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária.

Estão em destaque na Rede Social duas escolas da 10ª CREDE, com trabalhos desenvolvidos por alunos, sob coordenação dos Professores dos Laboratórios Educacionais de Informática, Roberto de Jesus e Jemima Silvestre e Marília Costa, das EEFM Francisco Nonato Freire(Alto Santo) e EEEP Elsa Maria Porto Costa Lima(Aracati), respectivamente. Confiram!

                 Equipe: Asas da Imaginação.

Projeto Diário Virtual de Leitura A equipe Asas da Imaginação, de Aracati (CE), visitou a Faculdade do Vale do Jaguaribe para falar sobre estágio e hábitos de leitura. 



15 de setembro de 2011

DESPRENDIMENTO

     Oi, turminha do blog Diário Virtual de Leitura! Vocês saberiam me dizer o que é DESPRENDIMENTO? Para que serve? Como acontece? De que forma ele age em nós? 
           Pensando nestas perguntas, resolvemos postar o texto de Rita Foelker que você pode lê-lo na íntegra na página do blog chamada Refletindo
        Ah! Não esqueça de refletir bem sobre o texto e postar aqui seus comentários e respostas as indagações iniciais.
http://www.google.com.br
      Quantas inquietações ligadas ao apego à matéria seriam evitadas, se conseguíssemos olhar a vida com os olhos do Espírito!
       É uma questão de perspectiva.
       Para quem só vê a vida corporal, ela pode ser um padecer interminável. A frustração de não obter os bens que almejaríamos, de ver os anos passarem sem realizar nossos sonhos, enquanto que o outro parece ter tudo que sempre quis e, por outro lado, o medo de perder o que temos, pode consumir toda nossa tranqüilidade e alegria de viver.
       Mas quando se olha pela perspectiva da vida espiritual, vê-se a existência presente como um pequeno capítulo de nossa vida verdadeira e se compreende a brevidade e a utilidade das condições em que vivemos.
       Leia mais em Refletindo...

13 de setembro de 2011

Tudo depende de mim!

Olá pessoal, pesquisando coisas interessantes na internet para compartilhar com vocês, encontrei esse vídeo com o texto de Charles Chaplin. Gostaria de propor uma reflexão sobre a vida. 


Vamos lá, não deixem de comentar . Aguardamos ansiosas a participação de vocês.
Profª Jemima Silvestre

SOMOS QUEM PODEMOS SER


       A postagem de hoje do blog Diário Virtual de Leitura está sonora e com a ajuda ímpar da banda gaúcha Engenheiros do Hawaii. 
       O grupo, que surgiu em 1984, traz em suas composições ideais e perspectivas que a atual geração ainda hoje se identifica . 
     Para saber um pouco mais sobre Humberto Gessinger e sua banda acesse o link http://whiplash.net/materias/biografias/038524-engenheirosdohawaii.html e leia a biografia e curiosidades dos Engenheiros do Hawaii, além claro de assistir ao vídeo da postagem acompanhando e refletindo com toda a galera do blog a mensagem da música. Aguardamos excelentes comentários, pois "somos o que podemos ser..."

Um dia me disseram
Que as nuvens não eram de algodão
Um dia me disseram
Que os ventos às vezes erram a direção
E tudo ficou tão claro
Um intervalo na escuridão
Uma estrela de brilho raro
Um disparo para um coração
A vida imita o vídeo
Garotos inventam um novo inglês
Vivendo num país sedento
Um momento de embriaguez
Somos quem podemos ser
Sonhos que podemos ter
Um dia me disseram
Quem eram os donos da situação
Sem querer eles me deram
As chaves que abrem essa prisão
E tudo ficou tão claro
O que era raro ficou comum
Como um dia depois do outro
Como um dia, um dia comum
A vida imita o vídeo
Garotos inventam um novo inglês
Vivendo num país sedento
Um momento de embriaguez
Somos quem podemos ser
Sonhos que podemos ter
Um dia me disseram
Que as nuvens não eram de algodão
Um dia me disseram
Que os ventos às vezes erram a direção
Quem ocupa o trono tem culpa
Quem oculta o crime também
Quem duvida da vida tem culpa
Quem evita a dúvida também tem
Somos quem podemos ser
Sonhos que podemos ter

Engenheiros do Hawaii

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=x-GdKwYXUY0 e letras.terra.com.br

12 de setembro de 2011

IV Feira de Ciências e Cultura da 10ª CREDE

http://pedciencia.blogspot.com/

A IV FRCC DA 10ª CREDE contará com seis categorias, sendo elas:
Oi pessoal, estamos recebendo orientações para a IV Feira de Ciências e Cultura da 10ª CREDE e gostaríamos de partilhar com vocês. Poderão participar escolas da rede pública estadual da citada coordenadoria. 

I. Linguagens e Códigos e suas Tecnologias
II. Ciências da Natureza e suas Tecnologias
III. Ciências Humanas e suas Tecnologias
IV. Ciências Ambientais
V. Robótica Educacional
VI. Tecnologia Profissional

11 de setembro de 2011

Reflexão sobre o 11 de setembro

         Hoje o mundo lembra os 10 anos do atentado às Torres Gêmeas nos EUA. O blog Diário Virtual de Leitura registra aqui a lembrança trágica para os americanos e segue  uma pequena reflexão em formato de carta bastante interessante para ser refletida sobre o 11 de setembro, dia em  que o World Trade Center foi atingido .
http://www.mundodastribos.com

       Um dia, logo após o 11 de setembro, eu conversava com uma pessoa que era responsável pela segurança de uma empresa no World Trade Center.
        Com muita calma, ele me contou histórias de sobreviventes e todas continham pequenos detalhes.
        Como você talvez já saiba, o chefe de uma empresa chegou tarde, simplesmente, porque era o primeiro dia do seu caçula no jardim de infância. Um outro estava vivo porque era seu dia de trazer rosquinhas para o café. Uma mulher atrasou-se porque o despertador não funcionou. Outra porque ficou presa num congestionamento causado por um acidente. Um outro havia perdido o ônibus. Uma mulher teve que trocar de roupa porque derramou café. Alguém teve que atender a uma ligação. O filho de outro se demorou em sair da cama. Alguém não encontrava um táxi. 
         Muitas outras histórias... Pequenos detalhes... contratempos... talvez, algum dia, seja escrito num livro.
        E aquele homem com quem eu conversava estava vivo porque naquele dia estava usando sapatos novos que lhe causaram uma bolha no pé e teve que parar numa farmácia para comprar um bandeide (Band-Aid - J&J). 
       Hoje, quando pego um congestionamento de trânsito, perco um elevador, atendo uma ligação no momento de uma saída... pequenas coisas que me aborreciam, penso comigo... estou exatamente onde Deus quer que eu esteja neste momento. Que Deus continue a abençoar você com todos estes pequenos aborrecimentos que o faça lembrar de seus propósitos. 
         Na próxima vez em que parecer que "se levantou com o pé esquerdo", seus filhos demorando em se vestir, não lembrar onde deixou as chaves do carro, pegar todos os semáforos fechados no caminho do trabalho, não fique triste, não se irrite, não se sinta frustrado, louve a Deus, e agradeça, porque Ele está cuidando de você. Nem sempre compreendemos os desígnios de Deus. Acredito que Ele queira sempre o melhor para nós, o difícil é ler suas entrelinhas...

Fonte: http://blogdootimismo.blogspot.com/2011/09/reflexao-11-de-setembro-world-trade.html

A menina de Goiás

       Saudações literárias, turm@ que acompanha o blog Diário Virtual de Leitura!       Após um período de ócio produtivo, o bl...